Leituras

  • Código de Inteligência - Augusto Cury
  • Discernimento & Tomada de Decisão - Warren Bennis
  • O Melhor de Peter Drucker - O Homen / A Administração / A Sociedade - Edição Exame
  • Revista - Época Negócios
Ocorreu um erro neste gadget

videos motivacionais

Loading...

notícias corporativas

Loading...

terça-feira, 18 de maio de 2010

AUMENTO DE PRODUTIVIDADE & DE QUALIDADE ? 7 DICAS PRÁTICAS !

( na minha opinião )

1- A Qualidade está nos detalhes... E a chave da Qualidade é a verificação.
2- Faça Check List - Follow Up peça Feed Back.
3- Defina exatamente o problema ( Método 05 W 2 H )
4- Defina a diferença entre Causa e Efeito
5- Use e abuse do 06 M - Ishikawa / Diagrama Causa Efeito
6- Trabalhe na plataforma P5 ( Pare - Pense - Pergunte - Previna - Produza )
7- Não esqueça: "" A eficácia está na simplicidade "" - Peter Drucker.

PLANEJAMENTO, OBJETIVOS E METAS !

O Planejamento Estratégico, para muitos complexo, inclui a formulação , planejamento da estratégia, a estruturação da Empresa, a implementação e o controle. O Planejamento estratégico é elaborado para longo prazo, de três a cinco anos. Desdobra-se em outros níveis a saber: Tático e Operacional ( dentro das responsabilidades gerenciais e de outros de supervisão e colaboradores ). Sugiro aplicação de um modelo sintético, completo, de fácil assimilação e e aplicável a pequenas e médias empresas. ( Hartmann, Luiz Fernando )

Metas são declarações de finalidade específica que um plano deve alcançar. Uma meta tem as cacarterísticas de ser: específicas, mensuráveis, definidas. Exemplo:Nossa meta é aumentar em 25 % nossa participação no mercado de eletrodoméstcos, na região Norte, nos próximos 2 anos.

Objetivos tem uma dimensão mais ampla. Não tem um tempo ( métricas ) e nem sempre são alcançadas ( mas sim facíveis ), pois sempre são perseguidas. Exemplo: Nosso objetivo é atingir pela metodoloia kaizen, o zero defeito na fabricação de produtos sob encomenda.

Administração por Objetivos, técnica desenvolvida por Peter Drucker:
Todos na empresa definem em conjunto ( participação )os objetivos do trabalho individual, do grupo durante um período específico para cada área de responsabilidade. Decorrido um tempo pré estabelecido a supervisão avalia e discute o progresso alcançado em relação aos objetivos.
O processo une as metas da empresa, fomenta o planejamento gerencial, envolve os colaboradores na definições e estimula o comprometimento com os resultados.

As 10 ( dez )áreas principais onde os objetivos macros são estabelecidos e usados como padrões ( indicadores de desempenho ou de avaliação ) para o controle:

1- rentabilidade ( margem de lucro )
2- mercados de atuação e participação
3- produtos e linhas de produtos
4- recursos financeiros e fluxo de caixa
5- instalações físicas
6- inovação, pesquisa e desenvolvimento
7- estrutura organizacional
8- equilibrio entre planos ( curto, médio e longo prazo )
9- desenvolvimento, produtividade e qualidade de recursos humanos
10- integridade, legitimidade, liderança e responsabilidade social.

NECESSIDADES E MOTIVAÇÃO !

A motivação ( motivo + ação ) é intrínseca ao indívíduo e se refere, básicamente, ao que o mobiliza para a ação. É interior a Pessoa e refere-se a ação ou motivo que o leva a atender ou satisfazer, parcial ou totalmente uma necessidade interior. Os gerentes lideram por meio da criação de um ambiente no qual as Pessoas queiram trabalhar pelos interesses, também, da Organização.

Existem várias teorias que procuram explicar por que as Pessoas agem de forma que seu desempenho e resultados seja orientado de acordo com os interesses do grupo ou empresa. Por experiência e aplicação recomendo estudo, análise aplicação da Hierarquia das Necessidades ou Teoria de Maslow. Observar a aplicação de forma dinâmica, ou seja: várias necessidades podem se apresentar deforma continua e simultânea e não primeiro uma depois outra.

Neste caso identifica-se a necessidade prioritária ou a que determina um menor rendimento. Elaboram-se esforços de direcionamento de solução, Aplicação de ações corretivas preventivas. Análise e acompanhamento dos niveis de satisfação ( pesquisa de clima individual ou organizacional ) a verificação das necessidades reduzidas.

Estuda-se muito. Pesquisa-se ainda mais. Mas fica uma questão, sem sempre bem resolvida. Aplicam-se os conceitos, as técnicas, as ferramentas ? Dá-se oportunidade ao êrro ? Revisão ?

A prática vivencial e a pesquisa mostra-nos que as principais feramentas que proporcionaram o estupendo crescimento das indústrias japonesas, são americanas. De professores, cientistas, pesquisadores dos EUA. Teorias pesquisadas, desenvolvidas em laboratórios americanos.

Mas total e completamente aplicadas, praticadas em toda a organização,pelos orientais. E coordenados, estimulados elos criadores das metodologias. No caso de Maslow no Ocidente ( inclusive no Brasil ) olhava-se a pirâmide de baixo para cima, inclusive com as necessidades inferiores na base. Baseado no princípio de atender uma de cada vez, começando pelas necessidades básicas, com acentuado foco estático.

Já os japoneses viram e trabalharam olhando de maneira dinâmica, com o mesmo pêso. Transformando a pirâmide, num retangulo com os lados menores de apoio. Certo ? Pois uma necessidade atendida hoje ( ex: auto estima ) pode se transformar amanhã em uma não atendida, por uma série de fatores. E para isto exige monitoramento constante no Ser Humano.
Nas suas necessidades !

Conceitos - Missão, Visão, Valores

Missão:

É a finalidade da existência de uma organização. É aquilo que dá direção e significado a essa existência. A Missão da organização está ligada diretamente aos seus objetivos institucionais, aos motivos pelos quais foi criada, representando a sua razão de ser.
A Missão tem que responder aos seguintes questionamentos:
a) o que faz a instituição; b) porque faz; e c) a quem se destinam seus produtos e serviços.
É algo perene, sustentável como um farol sempre aceso e disponível a guiar pessoas e organizações no curso de suas vidas, na tomada de decisões e na definição de objetivos.

Visão organizacional:

Define o que a organização pretende ser no futuro. Incorpora as ambições da organização e descreve o quadro futuro que ela quer atingir. A visão identifica as aspirações da organização, criando um clima de envolvimento e comprometimento com o seu futuro. A definição de onde se pretende chegar permite entender com clareza o que é preciso mudar na organização ou como ela precisa mudar para que a visão seja concretizada. Uma visão compartilhada une e impulsiona as pessoas para buscarem seus objetivos, apesar das dificuldades. Uma organização sem visão é uma organização sem direção.


Valores organizacionais:

Idéias fundamentais em torno das quais se constrói a organização. Representam as convicções dominantes, as crenças básicas, aquilo em que a maioria das pessoas da organização acredita. São elementos motivadores que direcionam as ações das pessoas na organização, contribuindo para a unidade e a coerência do trabalho. Sinalizam o que se persegue em termos de padrão de comportamento de toda a equipe na busca da excelência.